Ouça aqui e compartilhe

Após o domingo da Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo, a atenção da rotina do católico se volta para o período do advento, um período que habitualmente é definido como o período de espera, a palavra advento que dizer “o quê está por vir” e é nesse clima de espera da vinda do Salvador que a Igreja inicia o ano litúrgico. 

O período do advento possui uma simbologia litúrgica especial, em cores, ritos, leituras, cânticos e orações, tudo que se espera de um ano novo e da espera da natividade de Salvador. Mas como todo bom católico, podemos incorrer no erro de olhar para esse período como apenas mais um período no calendário da Igreja, assim como uma festa em honra a algum santo ou alguma data que a sociedade menos instruída na fé da Igreja já transformou em um simples feriado para sair da rotina.

Se for esse o caso, a sabedoria da Santa Mãe Igreja bem nos serve como luzeiro para nos guiar durante esse período, independente de qual seja o nosso estado de espírito, para iniciar bem o período do advento em profunda comunhão com Deus, primeiro busquemos o sacramento da confissão, a final já nos ensina Santa Tereza D’Ávila,

“Santo não é aquele que nunca cai, mas o que levanta sempre.”

Santa Tereza D’Ávila

Estando em estado de graça, o convite central do período do advento nos é dado, 

“Vigiai e orai, a fim de não cairdes em poder da tentação. O espírito está cheio de ardor, mas a carne é fraca”.

Mt 26, 41

É com esse convite no coração que faremos uma sequência de quatro caminhos de vigilância, meditação e oração para as quatro semanas que compõem o advento.

Na primeira semana, nossa vigilância se dá sobe a companhia e intercessão do profeta Isaías, com o qual buscaremos meditar a respeito da esperança da vinda do Messias e em oração discernir as tribulações de nossa vida sem perder a esperança nAquele que vem.

Na segunda semana, nosso companheiro de vigilância e nosso intercessor será São João Batista, junto com ele buscaremos perceber o infinito amor de Deus por cada um de nós. Cientes de que Ele vem em nosso amparo, será uma semana dedicada a preparar o caminho para a sua vinda em nossas vidas e na de todos que amamos. 

Na terceira semana, nos esforçaremos para estar na companhia da Santíssima Virgem Maria, recorremos a ela que é a bem aventura e intercessora por excelência, para que possamos viver uma semana de alegria pela chegada do Senhor que se aproxima. Uma semana de orações e louvores a Deus por tudo, do maior ao menor detalhe. 

Na quarta semana, nos uniremos a São José o castíssimo e silencioso servo de Deus, para que sob a intercessão do grandioso patriarca da Igreja, possamos nos entregar em oração nas mãos de Deus, para encontramos em nossas vidas a alegria de viver servindo a Jesus em sua Igreja. 

Sendo o advento o tempo da feliz espera, esperemos na felicidade pela felicidade, assim nós sempre em Deus estamos e por Deus esperamos. 

Percebam Deus nos pequenos detalhes. 

Graça, Paz e Misericórdia.