Ouça aqui e compartilhe

Domingo, 14 de abril. É apenas isto que é o hoje para muita gente, para outros é Domingo de Ramos.

Hosana! Hosana! Hosana!

Gritar Hosana ao filho de Davi em uma procissão de ramos é muito comum. Jesus entra na cidade montado em um jumentinho, tal qual como fugia ainda no ventre de sua mãe, encima de animal. Um animal que ajudou Jesus em mais de um momento, estava lá na fuga, também estava lá na festa. E isto me faz pensar.

Quantos jumentinhos passam por nós em um único dia? Quantas vezes podemos ser jumentinho para os outros?

Levantei cedo, às 4:30h ainda estava escuro, quando comecei a preparar-me para a procissão que estava prevista para começar às 6h, entre tomar banho, vestir-me e realizar minha meditação matinal. Sai de casa às 5:30h ainda com o sol timidamente nascendo.

Na noite anterior havia pergunta a uma amiga como chegar no local de onde sairia a procissão. Nas ruas ainda escuras percebi que não estava sozinho, muitos já com seus ramos na mão estavam indo na mesma direção, eu seguia o meu caminho quando uma senhora chamou-me.

“Filho você bate esse cadeado para mim? Depois da chuva ele ficou muito duro.”

Eu subi a calçada, perguntei se ela estava com a chave, assim que ela mostrou a chave em sua mão eu tranquei o cadeado, e seguimos a descer a ladeira juntos. Eu não perguntei o nome dela, ela não perguntou o meu, o silêncio se fez por um minuto no máximo, e ela perguntou.

“Tem algo para entregar?”

Eu a olhei e ela estava com o terço na mão, eu respondi que as famílias que sofrem por falta de amor. Ela estendeu a mão e me entregou o terço dizendo.

“Você começa.”

Descemos a ladeira terminando a oração do terço juntos. A pessoas foram juntando e nós nos separamos.

Eu não havia levado ramo algum, todos os anos eu nunca levo, apenas gosto de admirar a procissão em silêncio. Uma senhora surgiu do nada na minha frente e estendeu a mão para mim.

“Toma meu filho um raminho, não joga fora não!”

Eu peguei aquele ramo de palmeira e sorrir agradecendo e prometendo não jogar fora. Ela seguiu mais para perto do início da procissão e eu continuei a admirar agora com um ramo na mão.

Foi com o evangelho segundo Lucas que a procissão começou.

“Se alguém, por acaso, vos perguntar: ‘Por que desamarrais o jumentinho?’, respondereis assim: ‘O Senhor precisa dele’”. Lc 19, 31.

Assim fomos a caminhar pelas ruas, bradando Hosana! Hosana ao filho de Davi!

Contemplar uma procissão pode nos levar a pensar em varias coisas e assim eu o fiz, não demorou muito para Jesus responder a nossa prece de mais cedo, mostrando que o amor continua vivo nas famílias, ele colocou a prova bem a minha frente, discretamente até registrei o momento.

Este casal que de mãos dadas e atadas pela fé realizavam o caminho da procissão, não era o único. Mas foi a partir dele que continuei a contemplar a procissão e vi os jovens ajudando os idosos a percorrerem o caminho. As crianças que depositavam em seus pais a confiança quando perguntavam ao passar de uma rua para a outra “pai por aqui pode passar?”, “mãe pode subir aqui?”. Jovens casais que aproximavam-se dos mais velhos e os mais velhos que diziam aos mais jovens sobre como cresceram juntos na fé.

Quando a Santa Missa terminou eu voltei para casa pensando sobre aquela orientação de Jesus, e por quantos jumentinhos eu já tinha passado de ontem para hoje.

Ele nos chama, Ele diz que precisa de nós, Ele nos envia a desamarrar e a ser desamarrado, tal como aquele jumentinho, ali amarrado no canto de nosso comodismo, nunca teremos verdadeiramente parte com Ele. Mas ele nos convida a sermos um jumentinho para alguém, ensinando como chegar a um lugar, ajudando a trancar um portão, rezando junto, partilhando o que temos com quem não tem, dando nosso exemplo de vida, apoiando quem tem menos disposição que nós, sendo referência e base para que o outro cresça.

Numa hora somos o jumentinho que será solto pois o Senhor precisa de nós, Ele precisa que também sejamos um jumentinho na vida de alguém. E você, já foi o jumentinho de alguém hoje? Então Pode dizer em alta voz.

Hosana! Hosana ao filho de Davi!!!

Percebam Deus nas pequenas coisas.

Graça, Paz e Misericórdia.