Ouça aqui e compartilhe

A Páscoa é um momento sagrado para muitos ao redor do mundo e não precisa ser cristão ou judeu para compreender a importância história de uma comemoração que antecede a existência do conhecido DC do calendário moderno.

Quando nos debruçamos sobre os escritos dos evangelho, algo chama minha atenção, as mulheres ao encontrarem o sepulcro vazio antes de ouvirem que o Cristo havia ressuscitado, elas são questionadas.

“Por que estais procurando entre os mortos aquele que está vivo?” (Lc 24, 5b).

Para a época, a grande tristeza pela brutalidade de sua morte é mais do que o suficiente para abater o coração humano e fazer com que esquecessem que ele prometeu regressar ao terceiro dia. E por isso aquelas mulheres estavam procurando Jesus no lugar errado. Infelizmente hoje criamos um problema diferente, um problema inverso.

Estamos inebriados de alegria pois temos um feriado de quatro dias!!!!

Ops!

Jesus ressuscitou, Ele vive!!!

Não é difícil navegar nas redes sociais e encontrar poemas, imagens, vídeos e animações das mais diversas “combatendo” essa Páscoa mundana de coelhos e chocolates, piadas sobre como o coelho não põe ovo e reflexões sobre como o verdadeiro significado da Páscoa se perdeu.

Algumas delas são até bonitas e nós as compartilhamos sim, só tem um problema meu amigo cristão, a Páscoa é mais antiga do que o cristianismo, então cuidado aos desejar o “verdadeiro” significado da Páscoa. Pois não há algo que dá significado às coisas, mas sim alguém, e sinto informar que esse alguém não é Jesus Cristo, tão pouco o que ele fez. Este alguém é você mesmo, o que Jesus realizou foi inegavelmente especial, mas só tem significado em sua vida se você permitir que tenha, somos nós, cada um de nós que damos significado a Páscoa e nessa hora, cada um fará da sua Páscoa algo com seu próprio significado.

“Mas somos cristãos e como tais o significado precisa ser o Cristo Ressuscitado.”

Ouvi essa frase hoje cedo e pensei,

“Nossa! Quanta responsabilidade.”

Assumir que nossa Páscoa ganha significado no Cristo Ressuscitado é mais do que se espera de um cristão, é algo lindo, mas a final o quê representa dizer que ele ressuscitou? Qual o sentido disso tudo? Infindáveis debates teológicos podem ser desenvolvidos partindo dessas perguntas, mas não pretendo fazê-los, gostaria apenas de ressaltar que

O Ressuscitado já não morre.

Então paremos de viver como se Ele estivesse morto durante o ano inteiro e ressuscitasse na Páscoa. O ano litúrgico apresenta o Cristo morto por apenas três dias, mas nós é que vivemos como mortos durante o ano inteiro, verdadeiros cristãos mortos que no domingo de Páscoa ressuscitam com Cristo para falar sobre o verdadeiro significado da Páscoa para o cristão.

Convido a todos para um desafio diferente este ano. Parar de viver como os mortos durante o ano e do nada desejar que o significado da Páscoa seja o Cristo ressuscitado. Vamos aproveitar que Cristo ressuscitou e vamos viver com o Cristo vivo o ano inteiro, vamos conversar sobre esse Deus vivo e deixar de lado os diálogos obscenos e difamadores dos mortos. Vamos levar esse Deus vivo de união ao nosso próximo e deixar para trás os maus hábitos dos mortos de levar a desunião. Vamos ofertar Deus vivo, cada um de nós a nossa maneira, deixar para trás nossos mais variados hábitos mortos, para apresentar ao próximo os hábitos de alguém que tem a certeza que Cristo ressuscitou.

Quando deixarmos de nos comportarmos como mortos, os outros verão em nós o Deus vivo e assim sim, estes saberão o quê significa a Páscoa para um cristão. Pois já nos ensina São Francisco de Assis.

“Tome cuidado com a sua vida, talvez ela seja o único evangelho que as pessoas leiam”

E com isto tenham certeza, antes que os outros a sua volta saibam o significado da Páscoa para um cristão, você cristão precisa se comportar como alguém que vive com Cristo para que os outros não fiquem procurando por Ele entre os mortos.

Aleluia! Aleluia! Aleluia!

Feliz Páscoa!

Percebam Deus nas pequenas coisas.

Graça, Paz e Misericórdia.