Ouça aqui e compartilhe

Advento é a espera do novo tempo

Ano novo, que para igreja começa de novo

O tempo da reclamação

De quem deu a imaginação

A missão do coração

De entender a condição

Dessa criança sagrada

Que veio para ser luz

E foi morrendo na cruz

Que nossas almas tornou salvas

É chegando no Natal

Esse período divinal

Em que sempre agimos igual

Falando do “verdadeiro”

Sentido do natal

E esquecemos do bem real

Essa força sobrenatural

Que do menino Deus herdamos

Às vésperas do Natal

No dia 24 comemoramos

E no dia 25 já mostramos

Como estamos desperdiçando

A oportunidade concreta

De tornar verdadeira a festa

Do natal que tanto falamos

Das mesas fartas da ceia

Vem as provas mais feias

Que nas sobras da comilança

Sobrou comida

Faltou esperança

Esperança que aprendemos

E tantas vezes não vivemos

Mas o menino Deus convida

No milagre da partilha

A viver o verdadeiro

E único sentido da vida

Ele com as próprias mãos

Nos ensinou a partir o pão

E entregando-se de coração

Confiou-nos a missão

De partilhar a esperança

Por isso não pense tanto

Onde guardará os tantos

Da sua ceia posta

Que por fim viram sobras

Faça um natal verdadeiro

Convidando o primeiro

Que passar em sua porta

Nesta noite tenha certeza

Que Ele estará a sua mesa

Para um Natal tão concreto

Que estando longe ou perto

O Teu Coração Sagrado

Dirá ao seu com muito agrado

Este sim é o meu aniversário.

Feliz Natal!

Percebam Deus nos pequenos detalhes.

Graça, Paz e Misericórdia.