Meditação Quaresmal
Ouça aqui e compartilhe

Segunda-feira da II Semana da Quaresma

“Entregá-lo-ão aos gentios para ser escarnecido, açoitado e crucificado” (Mt 20, 19).

1. No modo mesmo da paixão de Cristo lhe estava prefigurado o efeito. Assim, o primeiro efeito da morte de Cristo aproveitou aos judeus, muitos dos quais foram batizados na ocasião dessa morte, como se lê na Escritura. Depois, mediante a pregação dos judeus, o efeito da paixão de Cristo o sentiram os gentios. Por onde, foi conveniente que Cristo começasse a sofrer da parte dos judeus e em seguida, entregue por estes, a sua Paixão se consumasse pelas mãos dos gentios.

2. Cristo, para mostrar a abundância da sua caridade, que o levou a sofrer, pediu do alto da cruz perdão pelos seus perseguidores. Por isso, a fim de os frutos dessa petição chegarem aos judeus e aos gentios, quis Cristo sofrer da parte de uns, como de outros.

3. Os sacrifícios figurados da lei antiga não os ofereciam os gentios, mas os judeus. Ora, a Paixão de Cristo foi a oblação de um sacrifício, pois Cristo sofreu a morte movido da caridade, por vontade própria. Mas o sofrimento que lhe infligiram os perseguidores não foi sacrifício, mas pecado gravíssimo.

4. Como pondera Agostinho, quando os judeus disseram “A nós não nos é permitido matar ninguém”, entendiam significar que não lhes era lícito matar ninguém por causa da santidade do dia festivo, que já começavam a celebrar. Ou isso diziam, como ensina Crisóstomo, porque queriam matar a Jesus não como transgressor da lei, mas como inimigo público, por se ter feito rei — do que não lhes competia julgar. Ou porque não lhes era lícito crucificá-lo, como desejavam, mas sim lapidar — o que fizeram com Estevão. Ou, melhor é dizer, que pelos Romanos, a quem estavam sujeitos, era-lhes negado o poder de matar.

III, q. XLVII, a. IV

(P. D. Mézard, O. P., Meditationes ex Operibus S. Thomae.)

Percebam Deus nos pequenos detalhes.

Graça, Paz e Misericórdia.

Quer se aprofundar no assunto?


Título da obra em latim: MEDULLA S. THOMAE AQUITATIS PER OMNES ANNI LITURGICI DIES DISTRBUITA, SEU MEDITATIONES EX OPERIBUS S. THOMAE DEPROMPTAE 

Recopilação e ordenação de FR. Z. MÉZARD O. P. 

Produzido a partir do material disponibilizado aqui

Observação: Todos os títulos com asterisco contêm material que hoje não mais se atribui a Santo Tomás de Aquino.