Ouça aqui e compartilhe

O início da terceira semana do advento é marcada pelo Domingo Gaudete, toda a Igreja é direcionada pela antífona de entrada com a qual se inicia o 3º Domingo do Advento, rejubila Gaudete in Domino semper, “Alegrai-vos incessantemente no Senhor” (Fl 4,4). 

No terceiro domingo a Igreja deixa o roxo predominante do tempo da espera para revestir-se de rosa e cantar com alegria pois a espera está próxima de acabar, o menino Deus está chegando. Mas diante de tudo pelo qual estamos passando, podemos simplesmente nos alegrar?

Antes de responder a si mesmo, nos permitamos refletir um momento. Na terceira semana do advento mais do que nos alegramos, meditemos um pouco sobre como expressamos a nossa alegria. Oremos para que nossa alegria seja para Ele, por Ele e Nele. Oremos juntos.

† Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. 

Pai Nosso que estais nos Céus, 
santificado seja o vosso Nome, 
venha a nós o vosso Reino, 
seja feita a vossa vontade 
assim na terra como no Céu. 
O pão nosso de cada dia nos daí hoje, 
perdoai-nos as nossas ofensas 
assim como nós perdoamos 
a quem nos tem ofendido, 
e não nos deixeis cair em tentação, 
mas livrai-nos do Mal. 

Amém.

Ave Maria, cheia de graça, 
o Senhor é convosco, 
bendita sois vós entre as mulheres 
e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. 
Santa Maria, Mãe de Deus, 
rogai por nós pecadores, 
agora e na hora da nossa morte. 

Amém.

O trecho do evangelho segundo Lucas que a liturgia nos apresenta neste terceiro Domingo do Avento (Lc 3, 10-18) à primeira vista parece ser uma leitura um pouco fora da proposta de alegria que a Igreja nos convida a expressar no Domingo Gaudete.

O que por consequência tornar desafiador viver essa alegria durante a terceira semana do advento, mas pelo contrário, a luz do exemplo e intercessão de Nossa Senhora a Virgem Maria, nossa incansável intercessora e companhia especial dessa semana, torna-se uma das orientações mais fáceis de entender que poderíamos receber. 

Peço que volte ao texto do evangelho do terceiro Domingo do Advento (Lc 3, 10-18), se dividirmos em duas partes o trecho, veremos na primeira parte São João Batista respondendo perguntas em sua pregação e na segunda parte o mesmo João alertando que ele não é o Messias e que este ainda estava por vir.

Agora perceba que na primeira parte São João Batista não responde várias perguntas, ele responde a mesma pergunta três vezes, porque a pergunta vem de públicos diferentes. 

“Que devemos fazer?” (Lc 3, 10b; 12b; 14b).

Essa pergunta é a chave da alegria que precisamos perseguir durante a nossa terceira semana do advento, devemos nos alegrar? Sim. Devemos nos alegrar no Senhor. A alegria do Senhor deve se manifestar em nós como fonte de força para seguir em frente na caminhada, como luzeiro que guia o irmão confuso e desiludido. A alegria do Senhor não pode ser confundida com euforia sem fundamento e jamais deve ser fonte de descaminho para nós ou para o nosso próximo. 

A nossa verdadeira alegria vem dos céus e a alegria dos céus é despertada pela nossa conversão, 

“Assim haverá no céu mais alegria por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão” (Lc 15, 7).

Com esse olhar, nada mais apropriado para guiar a nossa terceira semana do advento, refletirmos sobre essa pergunta, “Que devemos fazer?” (Lc 3, 10b; 12b; 14b). São João Batista nos aponta o caminho que leva para Cristo, preparando o caminho do Senhor. Ele que já do ventre de sua mãe reconhece a Virgem Santíssima e o Verbo encarnado em seu ventre. 

Por isso, nessa semana, entregue tudo que fizer nas mãos de Nossa Senhora, peça a Santa Virgem Maria sua intercessão e condução para que você possa viver a verdadeira alegria incessante no Senhor. Ela que é o nosso maior exemplo de quem soube viver a verdadeira alegria em Deus dizendo “Faça-se em mim segundo a sua Palavra” (Lc 1, 38). Intercede sem cessar por cada um nós e responde a essa pergunta, com a mais profunda de suas orientações de mãe, “Fazei tudo o que ele vos disser” (Jo 2, 5b).

Na terceira semana do advento, alegrem-vos por cada detalhe da vossa vida. Alegrai-vos incessantemente no Senhor.

Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós.

Graça, Paz e Misericórdia.

† Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.