Movendo-se pelo mundo como católico
Desventura
Desventura

Desventura

Ouça aqui e compartilhe

A ventura você já conhece 

Conversarmos sobre ela aqui 

Uma jornada de desventuras 

Para uma eternidade feliz 

Mas existe algo mais 

Do qual precisamos correr

Uma desventura tão grande 

Verdadeira desgraça de viver 

De início parece bom 

Mas logo vai surpreender 

Pense um pouco na sua vida 

Se nada te faz sofre 

Para aqueles que são ricos 

Que tudo podem ter 

Já se sentem consolados

Pelo o quê o dinheiro prover 

Uma vida de fartura 

Quem hoje possuí de sobra 

Tema por tudo isso 

A fome vem e não demora 

Toda essa felicidade 

De risos e alegrias 

Pode mudar em um segundo 

Virando choro da noite para o dia 

E quando isso acontece

Os elogios e benesses 

Do nada desaparecem 

Pois de nada lhe serviam 

Verdadeiras alegorias 

Falsas como suas preces 

Dirá Cristo que não te conhece 

O abandonando em agonia 

Por isso amigo vigia 

Ora com sinceridade 

Cristo tem plena vontade 

De te abraçar de verdade

Para isso entenda primeiro 

Não há conforto, não há dinheiro 

Que o faça ser visto primeiro 

Por Cristo no seu último dia 

Mas que injustiça seria

Cristo te abandonar 

Porque tinhas fartura 

Para uma vida sadia levar

Não O entenda mal 

Cristo o ama incondicional 

Por isso seja racional

Coisas não fazem bem nem mal 

Está dentro de você

Você sabe o quê pode fazer

É sua a autônima 

Use com sabedoria 

Mas imagine um grande dia 

Diante de Deus você estaria

E com muita alegria 

Cristo o bem dissesse 

“És bem vindo em minha casa 

Pois partilhou o tudo e o nada

Ofereceu o pouco que tinha 

Em nome de Deus pelos que sofriam”.

 (Lc 6,24-26)

Percebam Deus nos pequenos detalhes.

Graça, Paz e Misericórdia.

Deixe uma resposta